O concelho de Braga está empenhado na criação de Emprego de Qualidade Transfronteiriço

O concelho de Braga está empenhado na criação de Emprego de Qualidade Transfronteiriço

O projecto “Geração de Emprego de Qualidade Transfronteiriça – GEMCAT” é impulsionado pela Xunta de Galicia focada na responsabilidade social das pyme´s. A aplicação visa promover a “criação de um mercado de trabalho em harmonia ligado ao crescimento inteligente, sustentável e inclusivo, com foco na geração de emprego e redução da pobreza “.

Na entrevista com Ricardo Río, autarca bracarense e Sandra Araújo, administrador da Edit Value (consultor de negócios), explica a importância do projeto GEMCAT no município de Braga.

Segundo Ricardo Río, o objetivo é “ampliar as melhores práticas de negócios possíveis”, considerando que “as condições propiciadas aos recursos humanos devem ser cada vez melhores”. Ademais, defende que “não passa apenas pela dimensão remunerativa”, mas também, pela “criação de condições de trabalho de qualidade”.

Por outro lado, Sandra Araújo enfatiza que “a responsabilidade social pode ser colocada em prática em várias dimensões, da área social à área de recursos humanos ou
ambiental “ .“No nível social, temos sinergias que as empresas estão fazendo ou o apoio que as instituições dão, internamente, são todas as práticas que as empresas podem promover em um nível, por exemplo, conciliação de trabalho / família ou igualdade de gênero”.

O processo acontece inicialmente, por uma seleção de empresas, seguido de uma fase de tutoria e consultoria. As inscrições estão abertas até o final do mês, nestes, os interessados ​​devem preencher o formulário que está disponível na Câmara Municipal. No total, serão selecionadas sete empresas, que serão, no final, empresas-piloto para a aplicação da responsabilidade social, e cujos critérios de seleção serão a ordem de registro. O objetivo central do projeto é, então, “criar emprego de qualidade“, por meio de ações “que levem a um comportamento responsável perante públicos internos e externos“.

Confira notícias relacionadas nas seguintes fontes:

Correio do Minho

Diário do Minho